PRIMEIRO POÇO COM ENERGIA SOLAR DO MUNICÍPIO É INSTALADO EM ITAMOTINGA

PRIMEIRO POÇO COM ENERGIA SOLAR DO MUNICÍPIO É INSTALADO EM ITAMOTINGA

Dentro do Programa Toda Sexta tem Obra, o Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro instalou na sexta-feira (25) o primeiro sistema de abastecimento de água através de poço tubular, utilizando placas de energia solar na zona rural do município. Os moradores da Fazenda Catingueira, Distrito de Itamotinga  receberam com alegria o sistema que vai fornecer água para algumas tarefas domésticas e matar a sede de  um rebanho com mais de 400 animais.

O diretor do SAAE Joaquim Neto lembrou que o maior limitador para o homem do campo se manter em sua terra produzindo, é a escassez de água. “Quando instalamos um poço deste no interior do município, estamos permitindo que o homem do campo tenha melhores condições de vida. Com este sistema estamos inaugurando um novo tempo, pois é o primeiro poço a utilizar placas de energia solar, uma energia renovável, limpa e sem nenhuma agressão ao meio ambiente que deverá se estender a outras localidades do interior”,  informou Joaquim que na ocasião representou o prefeito Paulo Bomfim.

O técnico em montagem do SAAE, João Bosco Souza, explicou que o sistema com energia solar é eficiente e de pouca manutenção. “Ao contrário das bombas com energia elétrica e cata-ventos que dão muitos problemas, com estas placas só dependemos do sol.  Como aqui é uma região ensolarada teremos água o dia todo”, disse.

Contente mesmo ficou seu Francisco Maia. Morador da fazenda há 35 anos, ele lembra quantas vezes teve que andar até seis quilômetros para buscar água em uma carroça para não ver seus animais morrerem de sede. “Agora só temos que agradecer a todos do SAAE e ao prefeito que nos atenderam.  Nosso açude quebrou em 2004 e de lá para cá foi só sofrimento. Agora graças a Deus temos água o dia todo para nossas necessidades e para ajudar também os vizinhos que precisarem”, resumiu seu Chico.  

Para a agricultora  Ivete Dias, o beneficio chegou em boa hora. “Sem água não somos nada. Aqui nessa região a gente precisa muito, pois a escassez é grande e o sofrimento também. Graça a Deus agora temos água o dia todo e nossos bichos não passarão mais sede”, pontuou Ivete.

Antonio Pedro – Ascom/SAAE