Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado com ações ambientais às margens do velho Chico

Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado com ações ambientais às margens do velho Chico

 

Para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente (5/6) o Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro, Escola Verde da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), 9º Grupamento de Bombeiros Militares de Juazeiro e as Escolas Misael Aguilar, Nossa Senhora das Grotas, Dr. José de Araújo, Cecílio Matos e Centro Territorial de Educação do Sertão do São Francisco (CETEP) realizaram na manhã dessa quarta-feira ações ambientais na margem do Velho Chico, com a soltura de três mil alevinos de Piau, plantio de árvores nativas, limpeza e um abraço simbólico no rio.

Para o professor Antônio Filho, da Escola Verde da Univasf, o evento foi uma forma de chamar a atenção, principalmente dos estudantes, para a importância da preservação ambiental. “Um chamamento para que todos possam assumir o compromisso com o meio ambiente, em especial com o nosso maior patrimônio que é o Rio São Francisco”, pontuou. Já a educadora Luzinete Alves, considerou a ação como uma aula diferente para os seus alunos. “É um momento de integração e de conscientização sobre o nosso meio que tanto precisa de cuidados. De parabéns a todos que hoje estão fazendo a sua parte em defesa do ambiente”, reforçou.

Coube a aluna do 1º ano da Escola Nossa Senhora das Grotas, Mariana Nascimento Alencar, explanar sobre a necessidade de não se jogar lixo nas margens do rio. “Cada vez que jogamos o lixo no lugar errado estamos agredindo o meio ambiente. Por isso, vamos todos fazer a coleta seletiva para evitar que o lixo vá cair dentro do rio”, pediu a garotinha. Feliz também estava a estudante Bruna Rodrigues que ajudou a povoar o rio com  novos alevinos. “É muito positivo este trabalho porque o rio está com pouco peixe e precisamos cuidar melhor dele”, resumiu.

A engenheira florestal Mariana Nogueira, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, destacou o trabalho de reflorestamento afirmando que as espécies plantadas irão substituir árvores que não compõem a mata ciliar. “Hoje foram plantadas mudas de moringa, caraibeira, pau ferro e umburanas de cheiro e de cambão que evitam a erosão na margem do rio. Isso melhora a biodiversidade e traz mais qualidade de vida para todos”, explicou.

As assistentes sociais do SAAE exposeram no estande da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Juazeiro (COOPERFITZ) produtos confeccionados a partir de material reciclável. Segundo o presidente da entidade, Raimundo Francisco, um trabalho que fortalece a luta dos catadores. “É muito bom vê esse envolvimento dos estudantes, pois precisamos de multiplicadores nesse trabalho de preservação. O rio é a nossa riqueza e vamos evitar jogar lixo nele, pois assim estremos aumentando a sua vida. Vocês viram que quase tudo que ia para o lixo pode ser reaproveitado então vamos reforçar este trabalho da coleta seletiva”, frisou Raimundo.

O movimento que reuniu mais de 300 estudantes foi encerrado com um jato de água promovido pelos Bombeiros do 9º GBM de Juazeiro.

Antonio Pedro – Ascom/SAAE