SAAE intensifica trabalho de educação ambiental na semana de aniversário de Juazeiro

SAAE intensifica trabalho de educação ambiental na semana de aniversário de Juazeiro

Na semana em que Juazeiro festeja seus 139 anos de história, o trabalho do Setor Social do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE) foi intensificado no sentido de levar educação ambiental às escolas e comunidades juazeirenses. Em parceria com a Univasf e a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Juazeiro (COOPERFITZ) foram realizadas palestras nas Escolas Ludgero Costa e Raimundo Medrado Primo, além da colocação de lixeiras na Cachoeira do Salitre, local que vem atraindo muitos visitantes pela sua beleza natural.

Na Escola Ludgero Costa as assistentes sociais Marineide Alves de Macedo e Ester Soares Alves Arraes, explanaram para alunos e professores sobre a coleta seletiva e o destino final dos resíduos sólidos. “São temas que atraem muito a atenção, principalmente dos estudantes que agora estão mais preocupados com o meio ambiente”, disse Ester Arraes.

A estudante Maria Eduarda considerou a palestra proveitosa e prometeu mudar sua atitude com relação ao lixo produzido tanto na escola como na sua casa. “Aprendemos a importância de não jogar lixo nas ruas e em lugares impróprios”, reforçou.

A Cachoeira do Salitre, na região de Passagem do Sargento, vem se transformando em um novo ponto turístico merecendo também a atenção do SAAE. Nessa quinta feira (13) a equipe levou novas lixeiras e conversou com moradores sobre a coleta do lixo no local. “Há muito desejávamos umas lixeiras decentes aqui em nossa cachoeira, visto que muita gente ainda não tem a consciência e joga o lixo em qualquer lugar. Eu já coletava os resíduos deixados aqui e agora com estas lixeiras vai facilitar o trabalho”, enfatizou Diego Santos, morador das proximidades.

Já na Escola Raimundo Medrado Primo, no Quidé, a  palestra dessa quinta feira foi proferida pelo especialista em resíduos sólidos,  Clebio Luis Barbosa Jatobá. Ele falou dos problemas provocados pelo lixo jogado em terrenos baldios, redes de esgoto e, principalmente no rio. “O lixo que não tem o seu destino correto, acaba de certa forma poluindo o meio ambiente. É preciso que tenhamos a consciência de que lugar de lixo é no lixo e esse trabalho de educação ambiental levado até vocês pelo SAAE, é de suma importância nesse momento em que a preocupação com o ambiente passa a ser de todos”, destacou Clebio para um publico formado também por pais dos alunos.

Serviços