SAAE incentiva o empreendedorismo nas comunidades contempladas com o esgotamento sanitário

SAAE incentiva o empreendedorismo nas comunidades contempladas com o esgotamento sanitário

 

A dona de casa Maria Auxiliadora Euclides Santos, só cursou até a quarta série do Ensino Fundamental, mas a vontade de crescer na vida a levou a participar de diversos cursos, acumulando experiência e conhecimentos. Dora, como é conhecida no Tabuleiro, onde reside há mais de 15 anos, é uma das 16 moradoras do bairro que participaram do curso de produção de produtos de limpeza, oferecido pelo setor social do Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro, nas comunidades onde estão sendo realizada a obra do esgotamento sanitário.

 

O curso, segundo a assistente social do SAAE, Rozana Oliveira, objetiva, além de melhorar a renda familiar destas famílias, contribuir para um meio ambiente mais limpo, já que, um dos principais ingredientes para a fabricação de sabão é o óleo de cozinha usado, o maior provocador dos entupimentos nas redes coletoras de esgoto. "Cada litro de óleo que deixa de ser despejado no ralo da pia é uma enorme contribuição para um ambiente cada vez mais limpo, pois este produto acaba solidificando nas redes causando grande prejuízo ao SAAE. Com o curso, as donas de casa além de deixar de comprar produtos de limpeza vão poder comercializar sabão, detergente, amaciante de roupas, sabonete e desinfetante ganhando um dinheiro extra", explica Rozana

 

Auxiliadora avalia o curso de forma positiva, assegurando que, apesar da pouca divulgação já vende o que produz em sua casa, que fica na rua quatro do Tabuleiro. "Só peço a Deus saúde, pois coragem para trabalhar eu tenho. Sai de uma empresa de frutas há quatro anos para colocar em pratica tudo que aprendi nos cursos e não me arrependo, pois todos os dias tenho o meu dinheirinho e antes era uma vez no mês e logo acabava.  Tudo que boto na minha cabeça eu faço. Não tive dificuldade em aprender como se faz os produtos de limpeza, porque o curso deixa tudo muito claro. Agora é produzir, divulgar, vender e ganhar dinheiro", diz animada Dora, que faz também salgados, borda, costura e pinta.

 

Por Antonio Pedro – Ascom/SAAE

Serviços