Gestores do SAAE participam em Recife da XXXII Plenária do CBHSF

Gestores do SAAE participam em Recife da XXXII Plenária do CBHSF

Discutir os problemas relacionados ao Rio São Francisco bem como as medidas preventivas que estão sendo aplicadas é o objetivo principal da XXXII Plenária Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) que acontece em Recife.

Transposição e Escassez Hídrica são os temas do encontro  que reúne até essa sexta feira (19), 62 entidades representantes do Alto, Médio, Submédio e Baixo São Francisco. O Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro está representado pelo diretor presidente Joaquim Neto e o Gestor Técnico Jadson Pereira e o município pelo secretário de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano, Agenor Souza.

Uma das preocupações levantadas pelos representantes de Juazeiro foi com relação ao baixo nível de água no Reservatório de Sobradinho e a redução da vazão que, após anuncio feito na semana passada pelo Ibama e a Agência Nacional das Águas (ANA), poderá chegar ao mês de novembro com 570 metros cúbicos por segundo, o que trará sérias conseqüências para os ribeirinhos.

Para o Diretor do SAAE, Joaquim Neto, a plenária é de suma importância nesse momento critico que passa toda a Bacia do São Francisco, na certeza de que ações concretas sairão do encontro visando minimizar os efeitos da crise hídrica. “Esperamos que as propostas apresentadas pelas entidades e Câmaras Consultivas Regionais sejam efetivadas e possamos, todos juntos, atuar forte na preservação do nosso bem maior que é o Rio São Francisco.”, resumiu Neto.  

O secretário Executivo do Ministério da Integração Nacional, Irani Braga, ressaltou que a crise hídrica exige atuação firme. “É bem verdade que nem sempre temos todas as respostas, mas temos a disposição de somar para encontrar saídas para a crise”, O diretor da Agência Nacional de Águas (ANA), Paulo Varela, admitiu que a crise hídrica atual tem forçado a adoção de medidas difíceis. “Mas se não fosse assim, tenham certeza de que a situação seria muito pior. A ANA está ao lado de Comitê para gerenciar essa crise”,

Serviços