Direção do SAAE faz balanço positivo dos oito anos de gestão

Direção do SAAE faz balanço positivo dos oito anos de gestão

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Juazeiro – SAAE chega ao final de 2016 computando resultados positivos diante dos investimentos feitos nos oito anos de gestão do prefeito Isaac Carvalho.  

De acordo com o atual diretor da autarquia, Joaquim Neto, nesse período houve um aumento na oferta de água tratada em mais de 60%, acabando de vez com as constantes faltas de água na cidade.  Para isso, foram investidos recursos próprios e realizado parcerias com os governos Estadual e Federal na implantação de 19 filtros na Estação de Tratamento de Água (ETA), mais de 100 mil metros de novas redes e ramais, conjunto de moto bombas  e a construção de uma nova adutora de 400 milímetros, possibilitando mais de 25 mil novas ligações de água na sede do município. 

“Quando esse governo assumiu, em 2009, o SAAE estava à beira de um colapso, com fornecedores em atraso, aviso de corte da energia elétrica, frota sucateada e faltando água com frequencia na maioria dos bairros da cidade. Temos a consciência de que ainda falta muito a ser feito, mas os investimentos realizados nesses oito anos de gestão melhoraram a atuação do órgão”, disse Joaquim Neto. 

O diretor lembra ainda que nessa gestão a frota de veículos foi renovada e, com recursos próprios foram adquiridos 30 motocicletas, dois  caminhões  hidrojateadores e duas caminhonetes S 10.  “Fizemos também a substituição de todo material filtrante nos cinco filtros de alvenaria existentes na ETA, que há mais de 20 anos não recebia novas crepinas, necessárias para manter a eficiência no tratamento e, consequentemente a  qualidade da água”, enfatiza Neto,  destacando também o trabalho de rebaixamento e substituição de redes de água e esgoto nos locais da intervenção urbana, a exemplo da Avenida Giuseppe Muccini, em Piranga, além dos serviços de drenagem nas Travessas Lauro de Freitas e Edson Ribeiro acabando com históricos alagamentos naquelas áreas do centro da cidade. 

A moradora da Rua 12 do Bairro Tabuleiro, Roberta Evangelista, garante que o abastecimento de água naquela comunidade melhorou consideravelmente e que os moradores não precisam mais ficar acordados até a madrugada esperando chegar água. “Agora a água chega todos os dias. Agora estamos ansiosos para a conclusão do saneamento que já começou em nosso bairro e que trará grandes benefícios”, pontuou. 

O esgotamento sanitário que está em andamento em vários bairros da cidade é, para Joaquim Neto, o grande desafio do SAAE.  A obra que estava paralisada há muitos anos, sendo alvo inclusive de investigação da Policia Federal, incriminando antigos gestores, foi assumida por essa gestão com a construção de 20 estações elevatórias, emissários, redes condominiais e ligações domiciliares, além da ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) que está sendo duplicada.

O engenheiro Henrique Santiago, coordenador da obra de saneamento, esclarece que  a capacidade atual de tratamento de esgoto na ETE é de 160 litros por segundos. Com a ampliação, explica ele, o tratamento vai passar para 308 litros/segundos. “O projeto inicial do saneamento não contemplava a ampliação da Estação de Estabilização o que inviabilizaria todo o sistema. Para não travar o crescimento da cidade o governo municipal, através do  SAAE, colocou um aporte na ordem de R$ 4,5 milhões para a obra de ampliação da lagoa, que está em andamento”, informou o engenheiro.  

Serviços